Reunião FUNCAP

Na manhã desta terça-feira (30), a presidenta da ANPG, Tamara Naiz, se reuniu com o presidente e diretor cientifico da FUNCAP, Francisco Cesar de Sá Barreto e  Luiz Drude de Lacerda, para falar dos atrasos nas bolsas concedidas pela Fundação. Além disso, a entidade representativa dos pós-graduandos pautou a liberação do vínculo empregatício concomitantemente às bolsas, licença maternidade para as pós-graduandas e a representação discente no Conselho Superior da FUNCAP.

Barreto disse que as bolsas que estavam em atraso já foram pagas; ele acredita que esse ano não devem haver mais problemas de atraso, mas há preocupação orçamentária sobre a verba de 2016. O presidente da FUNCAP defendeu que a liberação dos recursos para as bolsas deveriam ser pensadas na lógica de mensalidades, e portanto como uma verba liberada contemplando todos os meses do ano, e não na lógica da liberação da verba mês a mês, que é o que tem gerado os atrasos.

Sobre a licença maternidade pra as bolsistas FUNCAP, reivindicada pela ANPG, a Fundação se mostrou favorável e disse que vai abrir debate sobre o tema dentro da instituição.

Os representantes da FUNCAP acham justa a liberação do acúmulo entre vínculo empregatício e bolsas de pesquisa e disseram que este assunto já está sendo encaminhado: os procedimentos burocráticos estão sendo realizados.

Sobre a inclusão de um representante dos pós-graduandos em assento do Conselho Superior da FUNCAP, o presidente da instituição pediu para a ANPG oficializar o pedido junto  à Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado do Ceará e à FUNCAP.

“Foi um excelente bate-papo com o prof. Francisco, presidente da FUNCAP e prof. Drude, diretor científico da fundação. Falamos sobre os atrasos das bolsas estaduais, apresentei a campanha por mais direitos para os pós-graduandos e a realização do 40º CONAP”, disse Tamara.

Da redação

Author

Write A Comment