Você sabe as diferenças entre currículo vitae e currículo lattes? Sabe em quais situações um ou o outro são indicados? É isso o que vamos esclarecer neste artigo.

Na realidade, ambos currículos buscam servir como um mapa da trajetória profissional do especialista. No entanto, são produzidos de maneiras bem diferentes!

CNPq Currículo Lattes

Todo currículo Lattes é feito na plataforma Lattes do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). É um site intuitivo e que possibilita ao pesquisador colocar todos os detalhes de sua trajetória profissional. Ele também é mais longo que o currículo vitae.

O currículo Lattes, visa a construção da imagem da vida e trajetória profissional do cadastrado, dando especial ênfase à vida acadêmica deste. Dessa forma, esse currículo não é focado em experiências profissionais e suas habilidades, mas sim nas as produções; áreas de atuação e experiência no sentido do âmbito de pesquisa em áreas de ciência e tecnologia.

A diferença mais gritante entre o currículo Vitae e Lattes é o objetivo principal de cada um.. O primeiro é o currículo profissional que é geralmente solicitado no mercado de trabalho. Já o segundo é mais direcionado para pesquisadores e profissionais da área acadêmica.

Quanto ao tamanho final de um Lattes depende muito da experiência do profissional. Para aqueles que estão ingressando na pesquisa e tem pouca experiência, o ideal é um Lattes de duas a quatro páginas. Já para um profissional bastante experiente e com uma produção acadêmica mais robusta, o comum é que seu Lattes contenha até sete páginas, lembrando que não deve exceder dez páginas.

Apesar de ser um currículo indicado para profissionais na área de pesquisa acadêmica, nada impede que possa ser feito por qualquer pessoa mesmo porque muitas empresas vêm solicitando este tipo de currículo.

Para que serve o Currículo Lattes

O currículo Lattes é necessário também para possibilitar a concessão de bolsas de pesquisa, participação em projetos acadêmicos e participação em eventos científicos. Ele é  a porta para a avaliação que precede a concessão desses benefícios no meio acadêmico, além disso, os órgãos de fomento de maneira geral costumam consultar o Lattes do candidato para avaliar sua produção científica, um passo essencial para esse processo.

O sistema Lattes é referência em armazenamento de dados, cruzamento de informações e de cadastrados e se tornou parte cotidiana do trabalho de quem se envolve com agências de fomento à pesquisa e daqueles que estão engajados em pesquisa e docência em instituições de ciência e tecnologia.

O sistema Lattes é referência em armazenamento de dados, cruzamento de informações e de cadastrados e se tornou parte cotidiana do trabalho de quem se envolve com agências de fomento à pesquisa e daqueles que estão engajados em pesquisa e docência em instituições de ciência e tecnologia.

A plataforma Lattes possibilita consultas de qualquer localidades e faz com que a produção do docente tenha mais visibilidade, promovendo um maior intercâmbio entre pesquisadores e grupos de pesquisa. Pela razão de que no Lattes é possível registrar outros pesquisadores que fazem parte de algum projeto e construir um comunidade científica.

Programas como os de pós-graduação e os de iniciação científica e tecnológica podem contar com a eficiência do sistema lattes para avaliar docentes e discentes no âmbito de currículo, avaliando produtividade e relevância a fim de direcionar seus subsídios a determinados projetos e instituições.

Por exemplo, é possível traçar uma imagem institucional através do conhecimento sobre o volume de produções, pesquisas, projetos, instituições e orientações em andamento na mesma.

O currículo Vitae e sua inerente importância no mercado

O termo “curriculum vitae” é proveniente do latim e tem como significado “trajetória de vida”. Dessa forma, é um documento de estilo histórico que relata o caminho educacional e/ou acadêmico e as experiências profissionais da pessoa.

Também conhecido como “CV” ou simplesmente “currículo”, o documento visa apresentar o perfil do candidato às empresas. Portanto é uma síntese de qualificações e aptidões onde o profissional descreve suas vivências profissionais, sua formação acadêmica, dados pessoais e até mesmo suas qualidades. Atualmente, o currículo é o mais pedido entre as empresas e funciona como um cartão de visita entre o empregado e o empregador.

Como fazer um Currículo Vitae notável

Não há uma modelo certo para um currículo e nem mesmo uma plataforma oficial como é o caso do currículo lattes. Entretanto, alguns elementos são essenciais como: dados para contato, experiências profissionais do candidato, formação acadêmica, cursos realizados (exemplo; cursos de idiomas, de informática, programas de computador que domina, entre outros).

O currículo vitae é o ideal para profissionais que desejam encontrar um emprego, e isso independentemente da quantidade de experiência ou capacitação do profissional. Um currículo é sempre bem vindo e obrigatório em todo processo seletivo.

Visualmente, o currículo deve ser simples e clean, portanto, nesse momento tenha em mente que menos é mais. O ideal é papel branco, fonte comum (como Arial ou Times New Roman), margens fixas e tamanho bem legível  de letra. Evite cores, floreios e fontes de difícil leitura.

A estrutura do currículo deve ser:

  • Objetivo
  • Formação
  • Experiência
  • Outras Atividades
  • Referências.

Entretanto, no caso de um profissional que esteja há mais tempo no mercado, é interessante que as experiências profissionais venham antes da formação acadêmica.

Isso porque o foco principal do entrevistador será na experiência prévia do candidato. Já para candidatos no começo de carreira, é aconselhado que sua formação esteja em primeiro lugar, isso porque as vivências são majoritariamente acadêmicas e merecem destaque.

  • Objetivo

O primeiro espaço relevante do seu currículo deve contar com seu objetivo de forma breve e clara. Não use adjetivos como por exemplo “analista de marketing com boas relações sociais” esse não é o momento de se auto-avaliar, quem fará isso é o entrevistador.

  • Formação

Este campo deve conter todas as suas informações educacionais como escolas, universidades e outros cursos acadêmicos como especialização, extensão e intercâmbios.

Nesse momento é bom ser sucinto, apenas incluindo nome da instituição, tipo de diploma, curso, cidade e ano de conclusão. Também é nesse espaço onde você deve colocar sua experiência com outros idiomas, Mas atenção, assim como em todo o currículo, não minta o seu nível de proficiência ou o exagere.

Lembre-se de que tudo o que você colocar no currículo pode e irá ser conferido e testado, não apenas no momento da entrevista como na sua trajetória dentro da empresa.

  • Experiência

A ordem cronológica deve ser inversa, ou seja, do seu emprego mais recente (ou atual) até o mais antigo. Coloque nesse espaço uma breve síntese das suas ações dentro das empresas em que trabalhou e como você contribuiu para o crescimento da mesma. Se tiver números que atestam isso é melhor ainda!

É bom ter em mente que as empresas só contratam alguém porque estão com algum problema para resolver. E quem irá resolver esse problema? Sim, você mesmo! Pesquise antes sobre a empresa, o que ela faz eo que você pode contribuir para ela. Guie suas falas na entrevista de modo a mostrar a diferença que você pode fazer dentro da empresa e como pode ajudá-la no seu desenvolvimento.

Para quem está em busca do primeiro emprego ou ainda está no comecinho da carreira, esse tópico de “experiência” pode parecer assustador. Afinal, são muitas vagas que estampam na primeira chamada o pré requisito “com experiência” e isso acaba por intimidar o candidato ao construir o seu currículo.

A fim de contornar isso, é interessante acrescentar à “experiência” atividades como voluntariado, estágio de férias, ou mesmo projetos pessoais que de alguma forma colaboraram para o seu desenvolvimento. É essencial mostrar que, mesmo sem um emprego, você teve uma postura proativa e foi atrás de conhecimento, bem como os que colocou em prática.

Se tiver números que mensuram a diferença que você fez nesses projetos, será ainda mais interessante. Como você fez a diferença? Quais metas atingiu? Lembre-se de que é mais importante descrever suas conquistas do que suas responsabilidades. São as conquistas que irão mostrar do que você é capaz e como, assim, fará diferença na empresa.

  • Outras atividades

Nesse campo você deve colocar experiências que colaboraram para a sua formação. Você pode citar algum evento que tenha organizado ou vivências esportivas e acadêmicas. Por exemplo, se você fez um documentário no YouTube e ele teve um bom engajamento, é interessante citá-lo no currículo. Se você foi líder do time de basquete da faculdade, por exemplo, fale sobre isso e sobre como a sua postura de liderança e de motivação à equipe ajudou a todos.

Essa seção não é obrigatória mas é interessante para mostrar a sua personalidade e postura em outros aspectos. É especialmente útil se você não tem experiência para adicionar ao currículo.

  • Habilidades

Dependendo do cargo almejado, talvez seja interessante um espaço exclusivo para as suas habilidades. Ou seja, para os programas que você domina (exemplo: Photoshop e Excel), as línguas que domina (bem como exames de proficiência ou diploma). Coloque itens que sejam úteis e façam a diferença dentro do cargo pretendido.

  • Referências

Antes de preencher esse campo com o contato do seu orientador, primeiro peça permissão e o deixe ciente de para qual empresa e cargo você está aplicando e talvez precise de uma recomendação.

Esse espaço serve como uma carta de recomendação, você deve colocar pessoas relevantes e que realmente conheçam a sua produção profissional e possam atestar sua competência caso seja necessário. Deve conter portanto, um ou mais contatos com nome, cargo, telefone e e-mail de cada um. Caso não tenha quem possa te referenciar não se desespere, esse é apenas um campo opcional.

Agora você já sabe como montar um currículo vitae e um currículo lattes e qual a diferença entre ambos. Chegou a hora de agir rumo ao seu sucesso profissional. Comece com o seu currículo!

Escreva um Comentário