27 de outubro de 2016

Prêmio Anísio Teixeira

Voltar para: Notícias
b_600_250_16777215_00_images_stories_download_fotos_27102016-foto-pat-03

O presidente da Capes acredita que a agência chega aos 65 anos honrando o espírito de seu criador (Foto: Haydée Vieira – CCS/Capes)

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) realizou nesta quarta-feira, 26, em sua sede em Brasília, a cerimônia em homenagem aos 12 pesquisadores que venceram o Prêmio Anísio Teixeira 2016, uma das mais importantes condecorações na área da educação no País. Na cerimônia, os ministros da Educação, Mendonça Filho, e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, defenderam a educação como a solução para o País sair da crise econômica.

Os homenageados também defenderam os investimentos em educação e na ciência, tecnologia e inovação para que o País consiga aproveitar o potencial interno – como o da biodiversidade amazônica – e não siga na contramão dos países desenvolvidos, que colocam essa área na pauta prioritária do desenvolvimento.

Na cerimônia, a Capes comemorou os 65 anos de atuação junto com a entrega do prêmio – concedido a cada cinco anos a pesquisadores brasileiros que tenham contribuições relevantes para o desenvolvimento da educação básica ou para a melhoria da qualidade da formação de professores. O evento contou ainda com as presenças de educadores, reitores, conselheiros de educação, dirigentes de instituições da área de ciência, tecnologia e inovação, parlamentares e funcionários dos dois ministérios.

Premiados

Este ano, o Prêmio Anísio Teixeira da Educação Superior foi concedido a Helena Nader, professora titular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da SBPC; a Adalberto Luis Val, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), e a Jorge Guimarães, professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e presidente da Embrapii. Também foram agraciados Malaquias Batista Filho, professor emérito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Márcia Cristina Bernardes Barbosa, professora titular da UFRGS, e Roberto Cláudio Frota Bezerra, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Bezerra, na cerimônia, falou em nome de todos os homenageados e discorreu sobre a trajetória de Anísio Teixeira, chamando-o de sacerdote da educação. “Anísio Teixeira está na origem de tudo (na área de educação)”, disse o pesquisador, mencionando que, além de ser um dos fundadores da Capes, Teixeira presidiu também a SBPC.

Já o Prêmio Anísio Teixeira da Educação Básica – que passou a ser concedido a partir de 2012 – foi entregue a Antonio Cardoso do Amaral, professor da Escola Estadual Augustinho Brandão, em Cocal dos Alves (PI). Também a Bernardete Angelina Gatti, pesquisadora sênior da Fundação Carlos Chagas (FCC/SP), a Magda Becker Soares, professora titular da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Marcelo Miranda Viana da Silva, pesquisador titular e diretor do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), e a Carlos Roberto Jamil Cury, professor titular aposentado da UFMG. Outro agraciado foi Dermeval Saviani, professor emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Dos 12 pesquisadores premiados, 8 compareceram à premiação.

Fonte: Jornal da ciência SBPC