destaque-defesa-mestrado-unilab-345x176
Crédito: Andifes

Na última sexta-feira, o mestrando Rinardo Mesquita defendeu a dissertação “Corpo e Ancestralidade em Danças Negras Brasileiras Contemporâneas: Processos de Pertencimento no Ponto de Cultura Galpão da Cena – Itapipoca-CE”, aprovado com louvor, obtendo nota máxima e indicação para publicação. A pesquisa, desenvolvida durante os dois anos de Rinardo no Mestrado Acadêmico em Sociobiodiversidade e Tecnologias Sustentáveis (Masts), foi a primeira defendida não só no âmbito do mestrado, mas da Unilab.
O trabalho teve a orientação do professor Luís Tomás Domingos, que compôs a banca junto com as professoras Marcela Magalhães, bolsista do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD) na Unilab, e a professora Sandra Petit, da Universidade Federal do Ceará (UFC).
Pedagogo formado pela Faculdade de Educação de Itapipoca, da Universidade Estadual do Ceará (Facedi/Uece), Rinardo conta que se interessou pelo mestrado devido ao caráter interdisciplinar e inovador e pela proposta de interação cultural da Unilab. Como primeiro mestre formado pela instituição, revela sentir responsabilidade. “Tenho uma sensação de muita responsabilidade dentro desse processo histórico em que a Unilab se consolida enquanto instituição acadêmica de excelência, com um papel político-social importante para a sociedade brasileira e para o mundo. Sinto alegria porque concluí uma etapa, um ciclo, algo que eu desejava desde muito tempo. E responsabilidade porque me sinto impulsionado a aprofundar cada vez mais a pesquisa e continuar na caminhada acadêmica, por meio do doutorado no qual pretendo entrar”, declarou.
Orientador da pesquisa, o professor da Unilab Luís Tomás Domingos ressalta o significado da primeira defesa para a instituição. “É uma sensação de muita alegria e responsabilidade, porque esta é uma universidade nova e uma universidade só é universidade se tiver pesquisa. É uma satisfação para mim, para o Masts e para a Unilab, como fonte de produção de conhecimento. Isso mostra como a Unilab está avançando e é uma satisfação para toda a comunidade acadêmica”, disse.
Novos horizontes para o Masts
O coordenador do Masts, professor Juan Carlos Alvarado, avalia como muito importante para a imagem do mestrado que os pesquisadores concluam a dissertação no tempo esperado pela Capes. “Este aluno está concluindo com folga. Esperamos até o fim de julho ou início de agosto mais umas dez ou doze defesas. Pode-se ver que o quadro docente está empenhado no sucesso do programa”, comentou, acrescentando ainda as publicações de professores e orientandos em revistas científicas e livros.
Juan Carlos avalia, ainda, que, com as primeiras defesas, os professores do programa adquirirão experiência, podendo publicar em revistas nacionais e internacionais e desenvolver projetos de pesquisa com financiamento externo, proporcionando mais bolsas para os estudantes. “Esperamos uma colaboração entre professores de diversas áreas. Enfim esperamos que o nosso mestrado ilumine a Unilab, o Ceará e o Maciço com pesquisas de qualidade que possam ser refletidas em benefício da sociedade”, disse.
FONTE: ANDIFES

Write A Comment