A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara convidará o ministro da Educação, Fernando Haddad, para explicar a política do governo para a formação de mestres e doutores.

A mesma audiência também abordará ações do ministério na área de iniciação científica, nos ensinos fundamental e médio. O objetivo da reunião é apontar quais são as principais deficiências dessas políticas e avaliar as medidas que têm sido adotadas para resolvê-las.

A audiência foi proposta pelos deputados Silas Câmara (PSC-AM) e Sibá Machado (PT-AC). Segundo Câmara, com os grandes avanços do Brasil na economia e no campo da geopolítica mundial, fica cada vez mais importante que o país invista com planejamento na formação de mestres e doutores. "A política do Ministério da Educação para a formação de professores que servirão em nossas universidades e centros de pesquisas deve ser perene", afirma.

Iniciação científica

Machado aponta preocupação com os programas de iniciação científica dirigidos aos estudantes dos níveis fundamental e médio. "Eles cumprem o papel de despertar cada vez mais jovens para as áreas da pesquisa", explica.

De acordo com o deputado, é consenso que o avanço do país rumo ao grupo das nações desenvolvidas só será viável com uma educação pública, gratuita e de boa qualidade.

A data da audiência não foi definida.

Fonte: Jornal da Ciência

Author

Write A Comment