Editais da fundação alagoana querem fortalecer o setor de CT&I no estado.
 
O Governo do Estado de Alagoas está promovendo a integração e o fortalecimento do setor de ciência, tecnologia e inovação através de ações geridas pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal). Mais de R$ 470 mil foram investidos somente este ano. O patrocínio integral da infraestrutura do primeiro congresso acadêmico recebeu R$ 321 mil e mais de R$ 149 mil já foram aplicados através de dois editais voltados à organização e participação em eventos científicos.
 
O edital de Auxílio à Organização de Reunião Científica (nº5/2012) aplicou, até o momento, R$ 125 mil em 15 eventos científicos de porte nacional e internacional que serão hospedados em Alagoas. Maceió, Maragogi e Santana do Ipanema vão receber workshops técnicos, simpósios, congressos, cursos de verão e mostras culturais, com o efeito colateral de estimular turismo e comércio através de um público intelectualmente qualificado.
 
Os R$75 mil disponíveis do montante original do edital (R$200 mil), já encerrado, serão alocados em propostas similares que já estão sendo analisadas pela diretoria científica da Fapeal. A contribuição do evento com o desenvolvimento do Estado é um dos critérios de seleção, e entre as áreas do conhecimento contempladas desta vez, encontram-se ciências da saúde, enfermagem, engenharia civil, sistemas de informação e sociologia.
 
Cooperação internacional
 
O edital de Auxílio à Participação em Reunião Científica já beneficiou oito pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa do Estado cujo trabalho foi aceito em eventos científicos nacionais e internacionais. A iniciativa está alinhada com a política federal do programa de intercâmbio científico Ciência sem Fronteiras, e vai permitir que o conhecimento produzido em Alagoas seja levado para os EUA, Chile, Japão e Colômbia, além de outras regiões do Brasil.
 
Orçado em R$ 100 mil, este edital (nº6/2012) continua aberto até dezembro. Até agora, foram disponibilizados R$ 24.758, gastos com despesas de transporte e manutenção, de acordo com os critérios de seleção, e sujeitos à prestação de contas individual. O teto do apoio para viagens no Brasil é de R$ 3.500 e ao exterior, R$ 4.500.
 
Informática educativa, piscicultura, farmacologia e estudos de clima são as áreas do conhecimento em que foram produzidos os trabalhos de destaque internacional. A seleção leva em conta as exigências de publicação e socialização da carreira científica, bem como as necessidades de divulgação e intercâmbio de conhecimentos e experiência nos contextos da pesquisa e desenvolvimento da tecnologia e da inovação.
 
A Fapeal está aperfeiçoando a sistemática no lançamento de editais e apoios, através de sugestões colhidas em oficinas e mesas redondas regulares com pesquisadores, gestores públicos e empresários no ramo da inovação.
 
Sobre a estratégia, Janesmar Cavalcanti, presidente da Fundação, comenta: "mostrando os resultados das pesquisas e apoiando a troca de conhecimentos entre nossos pesquisadores e a comunidade científica nacional e internacional, vamos completar um ciclo virtuoso, que se inicia com o fomento de bolsas e pesquisas e deve culminar em resultados, com publicidade e aplicabilidade", declara Janesmar.
 
(Assessoria de Imprensa Fapeal)
 
(Jornal da Ciência)
Author

Write A Comment