17 CLAE

O 17º Congresso da Organização Continental Latino-Americana e Caribenha de Estudantes (OCLAE) será realizado de 17 a 23 de agosto de 2014 em Manágua, capital da Nicarágua. É no CLAE (Congresso Latino-Americano e Caribenho dos Estudantes) onde se elege a nova diretoria, define-se as resoluções, linhas de trabalho, bandeiras de luta e plataformas da entidade para o próximo período. É esperada a participação de mais de cinco mil estudantes de todos os países da América Latina e do Caribe.

A ANPG, filiada da OCLAE, irá participar do CLAE que, nesta edição, terá temas relacionados ao fortalecimento do movimento estudantil e a sua unidade, além do cenário político da América Latina e do mundo. Juntamente ao Congresso será realizado ainda o 1º Encontro Latino-Americano e Caribenho de Mulheres da OCLAE, que foi uma proposta da ANPG para a programação, sugerida durante a reunião do secretariado geral da OCLAE, realizada em fevereiro, em Cuba. A idéia desse encontro é dar visibilidade à defesa dos direitos das mulheres e o combate ao machismo.

O CLAE é aberto à participação de qualquer estudante e todos têm direito a voz. Os estudantes participam por meio de grupos de discussão, painéis e fóruns. Veja aqui a programação e participe!

17º Congresso da Organização Continental Latino-Americana e Caribenha de Estudantes

Onde: Manágua, Nicarágua.
Quando: 17 a 23 de agosto de 2014.
Informações: [email protected], [email protected]
Facebook: https://www.facebook.com/17clae

Sobre a OCLAE

A OCLAE foi fundada em 1966, depois do 5º Congresso Latino-Americano e Caribenho de Estudantes, como uma resposta dos estudantes à intervenção norte-americana na educação dos países do continente.

A OCLAE representa 36 Federações Estudantis do continente, inclusive organizações do movimento estudantil secundarista, universitário e de pós-graduandos de 23 países do Continente Americano com mais de 150 milhões de membros. Seus principais objetivos de trabalho são: lutar pela erradicação do analfabetismo; a acessibilidade da educação, o bem estar estudantil e a igualdade na oferta de ensino; a defesa da autonomia universitária; a liberdade e a pluralidade na educação pública e gratuita; promover e desenvolver a solidariedade efetiva dos estudantes na sua luta contra o fascismo, o imperialismo, o colonialismo, o neocolonialismo, a fome, a injustiça social e qualquer conduta ou afirmação de que fere a dignidade humana e da unidade e integração latino-americana.

Segundo o secretário-executivo da OCLAE, Mateus Fiorentini: “Fomos protagonistas do processo de avanços que fortaleceu a integração da América Latina. A criação do Espaço Latino-Americano e Caribenho de Educação Superior (ELACES) vinculado a CELAC (Comunidade de Estados Latino americanos e Caribenhos) é uma oportunidade de consolidar este órgão definitivamente como um espaço multilateral do nosso continente e um avanço no sentido de colocar a educação a serviço da integração, convertendo a América Latina e o Caribe em uma região soberana na produção de conhecimento, ciência e tecnologia”.

Da Redação com informações da UNE

Matérias relacionadas:

10/03/2014 – ANPG participa da reunião do secretariado geral da OCLAE

Author

Write A Comment