XII Congresso de Pós-Graduação da UFLA. Com coordenação da APG, vice-reitora da universidade, Édila Von Pinho, e presidenta da ANPG, Luana Bonone

A Universidade Federal de Lavras (UFLA) sediou, entre os dias 14 e 18 de outubro de 2013, o evento “Ensino, Pesquisa e Extensão: qualidade de vida e inclusão social”, promovido
 pela Associação de Pós-Graduandos da UFLA (APG-UFLA). A ANPG esteve presente no encontro no qual ocorreram o XXVI Congresso de Iniciação Científica (CIUFLA), o VIII Congresso de Extensão (CONEX) e o XXII Congresso de Pós-Graduação.
 
Reitor, pró-reitores, estudantes de graduação e de pós-graduação, docentes e técnicos da Universidade de Lavras reuniram-se no Salão de Convenções na manhã do dia 14 (segunda-feira), durante a abertura dos Congressos. O XXII Congresso de Pós-Graduação recebeu cerca de 360 inscritos.
 
  
Abertura dos Congressos, Foto: Ascom UFLA

Debates
 
A diretora da ANPG, Hercília Melo, compôs a a mesa de debate “Assistência Estudantil para os pós-graduandos”, no segundo dia do XXII Congresso de Pós-Graduação, para partilhar suas experiências no movimento nacional. Na apresentação, a debatedora discorreu sobre os principais atores nas lutas pela política educacional, as primeiras iniciativas e regulamentações que trataram assistência estudantil no ensino superior e a inclusão de pós-graduandos em situação de vulnerabilidade no Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES). 
 
Hercília Melo também destacou a necessidade de dotações orçamentárias institucionais, ações vigentes espalhadas pelo país, relacionando comos debates travados pela ANPG para reduzir assimetrias e desigualdades sociais. 
 
Na oportunidade do congresso, houve a exposição de trabalhos científicos  de graduandos e pós-graduandos em diversas áreas temáticas. A diretora Hercília Melo foi convidada para a reunião da Câmara de Pós-Graduação da instituição, presidida pelo pró-reitor de Pós-Graduação, o professor Alcides Moino Júnior. Acompanhada do coordenador da APG UFLA, Marco Aurélio Dessimoni Dias, a diretora abordou pautas do movimento nacional, salientou a importância da valorização da representação estudantil nos espaços institucionais e o estatuto de direitos que será eixo principal no 39º CONAP – que acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de novembro, em Ouro Preto (MG). 
 
A mesa de debates sobre as "Fundações de Apoio a Pesquisas para a ciência e tecnologia mineira e nacional” do dia 18 (sexta-feira), contou com a presença da presidenta da ANPG, Luana Bonone.  “As Fundações de apoio a pesquisas, além de cumprirem o papel de compor a rede nacional de ciência e tecnologia – por meio de incentivos e investimentos –, precisam se preocupar com o desenvolvimento regional”, disse Bonone. Para tanto, a representante da ANPG comenta que as fundações devem promover bolsas de pesquisa e linhas e editais de pesquisa que também apreciem as questões regionais, assim como a interiorização da pós-graduação.
 
Após o término dos debates, ocorreu a premiação dos trabalhos expostos durante a semana, incluindo  de estudantes do ensino médio das escolas públicas de Lavras (ligados ao Programa Bolsa de Iniciação Científica Júnior).

Confira mais informações na Ascom da UFLA.

 
 

 

Author

Write A Comment