Desde o ano passado as bolsas de pós-graduação da Fundação a Amparo da Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) estão em atrasos. “Em fevereiro pagaram as bolsas de novembro, mas não a dezembro, nem janeiro e nem fevereiro. São três meses em atraso”, explica a Diretora Acadêmico e Científico da ANPG, Raísa Vieira.
A ANPG sempre esteve, incessantemente, em busca de algum posicionamento oficial sobre esses atrasos. Nesta última segunda-feira, 18 de março, a diretora da entidade conseguiu uma reunião com o presidente da FAPEG, Robson Vieira, para falar sobre o assunto. “A FAPEG cobra o relatório final dos bolsistas, que precisam ser entregues pessoalmente, independentemente se o estudante mora longe da Capital, mas não cumpre a sua parte do contrato com esses atrasos constantes”, disse Raísa.

Na reunião, o presidente da Fundação explicou que existe uma crise em Goiás, os servidores públicos também estavam com pagamentos atrasados. “Reforçamos que para os pós-graduandos a bolsa é a única fonte de renda e são cerca de 700 bolsistas”. De acordo com a Diretora, Robson Viera afirmou que sabe da importância da Bolsa e esta negociando com a Secretária da Fazenda.
Após a reunião, na terça-feira, 19, a FAPEG lançou um comunicado oficial sobre o assunto. “Conforme determinação do governador Ronaldo Caiado, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) se prepara para realizar o empenho das bolsas relacionadas ao exercício do ano de 2019. A Fundação aguarda a liberação do sistema por parte da Secretaria da Economia para iniciar o trâmite que envolve diversas etapas internas, incluindo empenho, liquidação e alocação de recursos financeiros para a finalização do pagamento.” Lei nota completa aqui: http://www.fapeg.go.gov.br/comunicado-pagamento-de-bolsas/
A diretora da ANPG, Raísa Viera, afirmou que mesmo com o comunicado é preciso que a pós-graduação fique atenta. “O presidente da FAPEG afirmou que as bolsas de dezembro estão sendo pagas agora em março. Já estamos pressionando para saber quando acontecerão os demais pagamentos e quando a situação irá se normalizar”.

Write A Comment