Reunidos em assembleia geral no último dia 1º de junho de 2010, na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), os estudantes da pós-graduação aprovaram a criação de sua entidade representantiva: a APG-UFBA. A assembléia contou com a participação de estudantes dos programas de mestrado e/ou doutorado em Educação, Direito, Comunicação, Música, Dança, Ensino de Filosofia e História, NEIM (Núcleo de Estudo Interdisciplinar sobre a Mulher), Residência em Saúde Coletiva e da Especialização na área da Educação Física. Além disso, recebeu apoio de estudantes dos programas de Engenharia Elétrica, Administração e Letras.

Acesse também: Passo-a-passo para montar uma APG (cartilha)

 

Mobilizados pela necessidade de unificar as lutas em defesa de seus direitos, os estudantes aprovaram por unanimidade a fundação da associação, assim como o estatuto que passa a regir a entidade. A assembleia foi organizada, segundo orientação da ANPG, por uma comissão formada por 20 estudantes de 8 programas diferentes, que começou a se organizar em julho de 2009.
 
 
Unanimidade 
Na assembleia, a chapa única "APG: Construir, lutar e conquistar", foi eleita pelos estudantes para gerir a entidade sob uma plataforma apresentada ao conjunto dos presentes e aprovada também por unanimidade. Entre os pontos que a agora gestão defende, destacam-se a luta pelo Bandejão gratuito no restaurante universitário, a garantia de assistência estudantil também aos pós-graduandos integrando a luta por R$ 600 milhões específicos do MEC para a Assistência Estudantil, a batalha por mais bolsas e reajustes nas bolsas de mestrado e doutorado, garantia dos direitos dos pós-graduandos bolsistas como a licença-materinidade e o 13º  salário, a luta por uma sede da APG na UFBA e o apoio ao projeto da FUP/CUT em defesa da Petrobrás 100% estatal, bandeira aprovada também no 22º Congresso Nacional de Pós-Graduandos.
 
Agora a gestão deve se reunir para organizar a posse, bem como a divulgação da fundação da APG para a comunidade acadêmica na UFBA. 
 
Um passo importante na luta em defesa da unidade dos estudantes em suas entidades pela conquista de seus direitos!
 
Por Maíra Gentil, Vice-presidente regional nordeste da ANPG e integrante da gestão eleita da APG-UFBA

 

Author

Write A Comment