Ato na praça da Sé 2

A USP, UNESP e UNICAMP realizaram, na quarta-feira (18), na praça da Sé, em São Paulo, ato unificado dos três setores das três universidades (professores, funcionários e estudantes). No ato, que contou com aula pública com o tema “Direito à Educação e à Saúde”, estavam presentes o sociólogo Ricardo Antunes, professor da UNICAMP, e dirigentes dos sindicatos dos técnico-administrativos e dos docentes das três instituições, além dos DCEs (Diretórios Central dos Estudantes) da USP e UNICAMP.

O ato, que teve como objetivo tornar público o movimento da greve e expor à sociedade a situação das universidades paulistas, foi convocado diante da intransigência das negociações com o CRUESP (Conselho dos Reitores das Universidades Estaduais Paulistas), que resolveu congelar o salário dos funcionários e docentes das três universidades públicas diante da crise orçamentária pela qual passam as três instituições.

“Do ponto de vista sindical, o ato foi para reabrir as negociações com o CRUESP, que fez uma promessa de reajuste salarial para setembro, mas não estão muito abertos ao diálogo. Também foi um contraponto à ofensiva da imprensa paulista, que tem defendido cobrança de mensalidade como alternativa para a crise orçamentária das universidades”, comentou Cristian Linderberg, Dourando na Faculdade de Educação da UNICAMP.

Ato praça da Sé

O encerramento do ato unificado das universidades paulistas aconteceu na estação da Sé, onde todas as categorias foram demonstrar apoio à luta dos metroviários e exigir a readmissão dos demitidos na greve.

Da redação

Author

Write A Comment