O documento também foi entregue ao presidente da Capes, Jorge Guimarães
 
Presidenta da ANPG, Luana Bonone, e Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antônio Raupp
 Foto: Alline Magalhães/ ANPG



Na terça-feira (23), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antônio Raupp, assinou o Manifesto em defesa da ciência de base e da valorização da pesquisa, elaborado pela ANPG, com pautas referentes à valorização permanente das bolsas de pesquisa em todos os níveis de ensino e a um investimento em ciências e tecnologias equivalente a 2% do PIB. O ministro foi conferencista de um dos eventos promovidos pela ANPG na 65ª Reunião Anual da SBPC, em Recife. No mesmo dia, após uma passeata pacífica pela educação, a ANPG entregou o mesmo documento ao presidente da Capes, Jorge Guimarães. 
 
 
ANPG e União dos Estudantes de Pernambuco entregam documento ao presidenta da Capes, Jorge Guimarães  
Foto: Luiz Fabiano/ANPG
 
O ministro Marco Raupp falou sobre Inovação, Desenvolvimento Sustentável e Soberania Nacional.  A mesa da conferência foi composta ainda pela presidenta da ANPG, Luana Bonone, e pelo reitor da UFPE, Anísio Brasileiro. "A universidade deve ser repensada", disse o ministro, "os cursos estão dissociados da realidade. O ensino é um meio para se chegar ao aprendizado." O conferencista enfatizou que para transformar a ciência e a educação é necessário interferir em várias áreas: organização básica, legislação, análise das metodologias tradicionais do ensino, formação de professores e etc. Além disso, apontou as universidades públicas como grandes centros de produção de conhecimento científico e inovação.
 
Valorização das bolsas
Diante da pauta de valorização permanente das bolsas de estudo, o ministro respondeu que “bolsa de estudo não é salário e, por isso, não pode ser permanente”. * Mesmo assim, assinou o documento que defende maior valorização das bolsas através da aprovação de um mecanismo de reajuste permanente que, ao mesmo tempo em que impeça a defasagem por conta da inflação, consiga elevar o seu valor real para suprir a defasagem histórica.
 
A presidenta da ANPG, Luana Bonone, mencionou as perspectivas defendidas pela ANPG para o código da ciência e disse que as manifestações clamam por avanços: “É um respaldo popular para promover transformações, melhorias de serviços públicos, mais qualificação.” 
Passe livre
 
Entidades estudantis protestando na UFPE 
UBES, UNE, UEP e ANPG protestam na UFPE   Foto: Luiz Fabiano/ ANPG
 
A importância de levantar uma das principais bandeiras da ANPG demonstrou-se crucial nesses últimos dias, nos quais acontece a 65ª Reunião Anual da SBPC.  A União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a ANPG reuniram-se nas ruas da Universidade Federal de Pernambuco para reivindicar uma pauta comum, conforme cantavam: “passe-livre no busão, na ciência e educação”. 
 
Durante todos os dias desta semana, a ANPG está promovendo o seu 3º Salão Nacional de Divulgação Científica, como parte da programação oficial do evento da SBPC.  A maior parte das nossas atividades está concentrada no Centro de Ciências Biológicas da UFPE.  Conferência, debates, oficinas, Mostra Científica, I Seminário de Formação de Pós-Graduação em Saúde, apresentações musicais e de danças estão inclusos na programação. 
 

 

Author

Write A Comment