Durante a manifestação de reajuste de bolsas ocorrida na segunda-feira (24/10) a TV UFSC, através do programa Universidade Já, realizou a cobertura do evento e entrevistou a vice-presidente da APG UFSC Jouhanna do Carmo Menegaz e Guilherme Sales Melo do CNPq a respeito da manifestação, que faz parte da campanha nacional Reajuste Já, pelo reajuste imediato das bolsas de mestrado e doutorado.

Confira o programa produzido pela TV UFSC:

Foram distribuídos doces para lembrar que o valor das bolsas de pesquisa não são reajustados há três anos. O protesto foi realizado durante a mesa redonda "Ciência e Renovação para o Brasil" na última segunda-feira na UFSC.

Leia também:
APG UFSC aproveita presença do CNPq para realizar ato pelo reajuste das bolsas

A vice-presidente da APG Jouhanna do Carmo Menegaz destaca a que a manifestação passiva serviu para "sinalizar a dificuldade de viver com R$ 1200,00 na bolsa de mestrado e R$ 1800,00 na bolsa de doutorado" e também destacou a "necessidade das agências de fomento e do governo pautarem esta questão e liberarem este ajuste que está contigenciado".

Guilherme Sales Melo do CNPq reconhece: "Realmente fazem 3 anos que a bolsa não aumenta, está precisando haver um reajuste. Não conseguimos fazer isto ainda. (…) Sabemos que o valor está defasado, precisa aumentar realmente".

Fonte: APG UFSC

Author

Write A Comment