A Associação Nacional de Pós-Graduandos entregou um conjunto de reivindicações para Aloízio Mercadante, Ministro da Educação, na ocasião do Ato da UBES sobre reserva de vagas, dentro da programação do o 2º Encontro Nacional de Grêmios da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), em Recife.
 
                                                                 clique na imagem para ampliar
 
 

A carta entregue discorre essencialmente sobre os atrasos em pagamentos de bolsas no Brasil e no exterior, o Reajuste imediato das bolsas de pesquisa e o reajuste das bolsas de pesquisa em 30%, para cumprir o PNPG 2005-2010. Além do documento, os estudantes de pós-graduação levaram faixas e bandeiras solitando um posicionamento do Ministério.
 
Leia a carta aqui
 
Em 2012, houve um acordo com o Ministério da Ciência e Tecnologia para um aumento de 40% no valor das bolsas. No segundo semestre do ano passado, houve um reajuste de 10%. Os estudantes pedem a complementação do percentual.
 
O diretor de Políticas Educacionais da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) e mestrando em História Social na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Lucas Machado, afirma que "sem que o pesquisador seja valorizado não tem como o Brasil projetar e organizar o seu desenvolvimento. A valorização do pesquisador é questão fundamental para pensar estrategicamente a situação brasileira".
 
O valor da bolsa de estudos é R$ 1.350, para mestrado, e R$ 2 mil, para estudantes de doutorado. "Qualquer pessoa em início de carreira pode ganhar mais do que o valor da bolsa, o que nos estimula a continuar na universidade? Tem que gostar muito mesmo de pesquisar", afirma Tamara Naiz da Silva, tesoureira da ANPG.  
 
Da redação, com informações da Agência Brasil 
 
Author

Write A Comment