Concluir a graduação é apenas o primeiro passo para uma carreira de sucesso. O próximo é a grande escolha entre MBA, especialização e mestrado. Nesse artigo você vai entender a diferença entre as três modalidades e saber a qual a mais indicada para o seu momento profissional

O que é MBA?

Sigla para Master of Business Administration é uma pós-graduação voltada a área de Administração e perfeita para profissionais com bastante experiência e que estão se preparando para assumir cargos de liderança na empresa em que trabalham ou que almejam altos cargos. São indicados para quem gosta de tomar decisões e de trocar experiências. Um ponto muito valioso da pós-graduação MBA é a troca de conhecimento e consolidação de um network. As aulas também envolvem trocas de experiências e resolução de cases reais orientados pelos professores.

Qual a carga horária?

Para ser reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), o curso deve ter duração mínima de 360 horas-aula. A Associação Nacional de MBA (Anamba) classifica os cursos com 360 horas-aula como “padrão Brasil” e os de 480 horas-aula como “padrão global”.

A fim de não atrapalhar a rotina de trabalho, as aulas costumam acontecer aos sábados ou em alguns dias úteis à noite. Além disso, as aulas à distância no curso presencial não devem exceder 20% da carga horária.

Especialização

Assim como o MBA é um curso de pós graduação latu sensu, ou seja, tem sentido mais amplo e costuma durar menos que cursos stricto sensu, a especialização é indicada para alunos que queiram um conhecimento mais abrangente mas que o possibilitem a inserção em um nicho de sua área.

A especialização possibilita que o profissional alcance domínios ante as mais distintas abordagens, interpretações e execuções de problemas e soluções relacionadas ao conteúdo estudado. Assim, o aluno aprimora seus conhecimentos dentro de sua área e se torna, portanto, um especialista.

Atualização constante dos conhecimentos e das habilidades

As companhias buscam profissionais que estejam em constante movimento de ascensão profissional, ou seja, que busquem capacitação,desenvolvimento, e inovação. Por isso, sair de sua zona de conforto e se “reciclar” é essencial para lidar com problemas corriqueiros da sua profissão, e também, para ter mais chances de receber uma possível promoção. A especialização entra nesse quadro como uma grande aliada, principalmente para o profissional que tem um pouco de experiência e que quer se destacar no mercado.

Mestrado

O mestrado é uma pós-graduação stricto sensu.Ou seja, é um curso que tem como objetivo aprofundar os conhecimentos teóricos do aluno de forma que ele consiga desenvolver ideias originais e posteriormente passá-las adiante. Isso porque o mestrado é perfeito para aqueles que querem lecionar em faculdades por exemplo. No mestrado, as discussões e as análises de conceitos e teorias enriquecem os conhecimentos prévios do aluno e lhe dão visões plurais do seu elemento de pesquisa. É um curso indicado para quem busca ingressar na carreira acadêmica e desenvolver conhecimentos, além de ter sua própria produção científica.

Todas as opções de cursos stricto sensu ajudam o aluno a se desenvolver em diferentes abordagens metodológicas e científicas e Ele aprende assim, a traçar linhas de investigação para o objeto de estudo que possui.

 

  • Mestrado Profissional

 

Além do mestrado tradicional, também existe o mestrado profissional. Ele tem a mesma estrutura de tempo, metodologia de pesquisa e avaliação O que difere o mestrado profissional do tradicional é sua abrangência e aplicação. Sua abordagem vai além do aspecto acadêmico e inclui estudos, técnicas e conceitos que podem ser inseridos no mercado de trabalho.

Assim, ao concluir o mestrado acadêmico, o profissional pode tanto se dedicar à docência quanto se capacitar profissionalmente para atuar em empresas públicas ou privadas.

A CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) emitiu um artigo esclarecedor sobre o mestrado profissional, do qual destacamos o seguintes trecho:

“Antes de mais nada, o mestrado profissional (MP) é um título terminal, que se distingue do acadêmico porque este último prepara um pesquisador, que deverá continuar sua carreira com o doutorado, enquanto no MP o que se pretende é imergir um pós-graduando na pesquisa, fazer que ele a conheça bem, mas não necessariamente que ele depois continue a pesquisar. O que importa é que ele (1) conheça por experiência própria o que é pesquisar, (2) saiba onde localizar, no futuro, a pesquisa que interesse a sua profissão, (3) aprenda como incluir a pesquisa existente e a futura no seu trabalho profissional. Nada disso é trivial. O terceiro ponto é, por sinal, razoavelmente difícil. Por isso, o MP não pode ser entendido como um mestrado facilitado.”

Formação contínua necessária para lecionar

Para aqueles que buscam ser professores, é essencial o mestrado. Uma graduação de licenciatura é o mínimo exigido para lecionar (ou pedagogia, no caso da educação básica conforme a Lei nº 12014/09 de acordo com o MEC). Mas a realidade é mais complexa, pois até as escolas de ensino básico têm buscado profissionais cada vez mais capacitados e com pós-graduação para integrar o corpo docente.

No caso de faculdades isso é ainda mais relevante visto que, de acordo com a Lei nº 9.394/96 pelo meno um terço de todos os que lecionam em ambiente acadêmico deve ter titulação de mestre e/ou de doutor.

A razão para isso é que tanto o mestrado como o doutorado, tem a função de ampliar a visão crítica do aluno. E te possibilitar se aprofundar em questões mais complexas para serem abordadas em sala de aula. A pós-graduação stricto sensu ainda te fornece meios de se tornar um pesquisador com produção científica ativa e constante.

Agora você já sabe as diferenças entre MBA, especialização e mestrado e pode escolher sabiamente qual dessas pós-graduação seguir.

Write A Comment