25º-CNPG-Conceito-2

O tema do 25º Congresso Nacional de Pós-Graduandos, que será realizado entre os dias 10 e 12 de junho, na Universidade Federal de Minas Gerais, é “Pós-Graduandos em Defesa da Democracia para Superar a Crise e Conquistar Mais Direitos”.

A questão da Defesa da Democracia é um assunto que já vem sendo fortemente discutido pelo movimento nacional de pós-graduandos desde antes do 40º CONAP, evento realizado em novembro que reuniu APGs de todas as regiões do Brasil. Além disso, a conjuntura nacional atual foi debatida também na reunião da diretoria plena da ANPG, realizada dia 20 deste mês.

A ANPG, assim como diversas outras entidades científicas, entende que somente em uma Democracia sólida é possível seguir lutando por mais direitos tanto para os pós-graduandos e pós-graduandas como para o conjunto da população.

“A garantia de mais direitos para o povo brasileiro passa pelo fortalecimento da economia nacional, retomada do crescimento e defesa da democracia, com os movimentos sociais e populares nas ruas! A ‘luta contra a corrupção’ não pode ser instrumentalizada por aqueles que perderam nas urnas e querem através de um golpe institucional tomar ao poder. Defendemos a apuração de todos os crimes contra o erário e a punição dos culpados, mas não admitiremos que uma bandeira tão justa sirva de pretexto para o ataque à economia nacional e à nossa democracia!”, diz trecho da Carta de Fortaleza, aprovada pelo conjunto das(os) pós-graduandas(os) durante o 40º CONAP.

Ainda segundo a Carta, a ANPG atenta para a preocupação de que o ciclo virtuoso que a pós-graduação viveu na última década encontra-se fortemente ameaçado na atual cena política. Primeiro, pela crise política que o país atravessa, que trouxe à tona o que há de mais conservador e reacionário no pensamento político, incluindo ameaças de golpe a nossa ainda jovem democracia. Segundo, pela crise financeira e pelas “soluções” de enfrentamento que o governo vem propondo a ela, que penaliza os direitos sociais e possibilidades de retomada efetiva do crescimento, além de prejudicar o caminho de inclusão social e oportunidades.

Leia a Carta de Fortaleza na íntegra!

“Defender a Democracia não se trata de tomar partido, mas de garantir um ambiente político favorável para a superação da crise, cuja saída não deve ser o corte de investimentos em áreas estratégicas como a Educação e Ciência e Tecnologia, e nos direitos sociais”, diz Tamara Naiz, presidenta da ANPG.

Conheça a Campanha por Mais Direitos para os Pós-Graduandos e para as Pós-Graduandas

Conheça o hotsite do 25º Congresso Nacional de Pós-Graduandos

Da redação

Matérias relacionadas:

28/03/201 – APGs já podem cadastrar processos eleitorais para o 25º CNPG

21/03/2016 – Prestação de contas da ANPG é aprovada em reunião e será submetida no 25º CNPG

Author

Escreva um Comentário